Os Graus da Ordem



O Grau Iniciático


O Primeiro Grau DeMolay, chamado Grau Iniciático, é baseado nas Sete Virtudes Cardeais de um DeMolay: Amor filial, Referência pelas coisas sagradas, Cortesia, Companheirismo, Fidelidade, Pureza e Patriotismo. O ingresso à Ordem exige do candidato ao menos um esboço dessas Sete Virtudes, sendo esse Grau, responsável por esculpi-las e valoriza-las, fazendo com que o jovem as honre e dignifique ainda mais em sua vida diária. É ainda nesse Grau que que o jovem possui o primeiro contato com o esoterismo oferecido pela Ordem, através de toda a simbologia embutida na disposição dos objetos dentro da Sala Capitular, nos Oficiais das sessões e em seus paramentos, e principalmente na ritualística que rege as sessões.
É durante esse Grau que ocorre o contato de maior valor com a Ordem, pois se define a qualidade que terá o jovem como DeMolay ativo. Portanto, despertar o interesse sobre a Ordem da forma correta é um trabalho delicado e muito importante, para que se tenha resultados dos ensinamentos oferecidos por ela no dia a dia de seus membros, tornando o mundo melhor a sua volta.





O Grau DeMolay


Se bem sucedido nas lições do Grau Iniciático, o jovem passa então ao Segundo Grau da Ordem, o chamado Grau DeMolay. Nessa etapa, as cargas de conhecimento e responsabilidades serão maiores que outrora, pois aqui, o caráter e a personalidade do jovem já devem estar definidos. A vida de Jacques DeMolay, o patrono da Ordem, é a base das lições aqui apresentadas aos membros. Grão-Mestre dos Cavaleiros Templários, caçado e queimado vivo por não entregar a identidade e segredos de seus irmãos cavaleiros, DeMolay se tornou símbolo da fidelidade que une os membros dessa Ordem.
A busca por um ideal, responsabilidade e liderança são características também cobradas pela Ordem a partir dessa etapa, tanto quanto a fidelidade às responsabilidades e obrigações adquiridas nas vidas diárias. Cabe aos membros da Ordem que se encontram nesse estágio, a educação, treinamento e evolução dos recém-iniciados, sendo fundamental que se tenha o bom senso, tolerância e paciência necessários para que a renovação do quadro de membros se faça com sucesso e contribua na melhoria da comunidade que a Ordem DeMolay abrange.