Quem foi Frank Sherman Land?


Tio Land nasceu em 1890, em Kansas City, Missouri, Estados Unidos da América. Quando ele tinha dois anos de idade, seu pai mudou-se com a família para St. Louis. A Escola Dominical proporcionou os meios para sua primeira inclinação para conquista e distinções. Ele foi presenteado com a Bíblia congressional de Fontain Park, em St.Louis. Mais tarde a Bíblia desempenhou um papel significativo na fundação do grande movimento juvenil internacional, pois os primeiros DeMolays do mundo fizeram seus votos sobre a mesma Bíblia. O interesse de Frank S. Land pela escola dominical começou em sua idade escolar,quando instituiu uma classe, à tarde , no porão de sua casa.
A classe foi tão interessante e popular que atraiu jovens de toda redondeza e lhe proporcionou o título de "O Menino Ministro de St. Louis". Seus pais ficaram assombrados ao verem o portão de sua casa tomado por trezentos jovens, e até mesmo alguns adultos, todos os domingo à tarde. No momento dramático, o seu filho de dez anos surgia sobre uma caixa de carvão e, imitando os maneirismos de seu próprio ministro da Igreja Presbiteriana, pregava um sermão com clareza, lógica e confiança total.
Tudo isso era feito por um menino tímido demais para recitar na classe de sua escola. A escola dominical da tarde obteve auxílio de diversas pessoas. Uma firma atacadista de remédios fez a doação de um órgão e logo em seguida sua vizinhança oferecia-se para tocar o órgão. Professores regulares de escolas dominicais auxiliavam o "Menino Ministro", assim alcançando muitos jovens que não freqüentavam as classes matinais. Frank S. Land pregava aquilo que ele desejava, o essencial de uma vida correta, uma filosofia que sua mãe havia lhe incultado.
Apesar de Frank não reconhecer isso, a visão de sua missão na vida iria, algum dia, crescer num exército marchando, de jovens, aderindo aos ideais de serem melhores filhos, melhores cidadãos e melhores líderes.Em Kansas City, ele completou seus anos escolares e tomou parte ativa nas atividades da igreja, assim como as atividades cívicas de sua cidade. Quando atingiu 19 anos , havia se tornado gerente de um restaurante de sucesso e, como artista amador ele era o espírito vivo em qualquer organização ou empreendimento que participasse.
Com idade de 21 anos era presidente da liga municipal de arte. Em 29 de junho de 1912, foi iniciado na Loja Maçônica Ivanhoe, em Kansas City. Gostava da filosofia Maçônica e dos ensinamentos ritualísticos. Foi voluntário do serviço social do Rito Escocês , familiarizou-se com John Glazier, Frank Marshall e Pad Osggood. Em 15 de setembro de 1913, Frank S. Land casou-se com a Sra. Nell M. Swizewski. A fundação da Ordem começou a se formar quando Frank encontrou o jovem Louis Lower, em 1919, aproximadamente.
Louis, com 16 anos, havia, recentemente, perdido o pai e estava precisando de ajuda. Esse fato ocorreu depois da Primeira Guerra Mundial, quando a juventude americana enfrentava a incerteza do amanhã. Com de colaborar com o jovem, Frank ofertou-lhe um emprego e dessa forma pode amenizar as dificuldades financeiras da família. Daquela amizade surgida entre Frank e Louis, surgiu a idéia de fundar uma associação de jovens. No Templo do Rito Escocês, em março de 1919, Louis e oito de seus amigos com Frank, fundaram a Ordem DeMolay.
A nova organização de jovens entre as idades de 13 e 21 anos floresceu com tanto sucesso que, em 1922, Frank deixou seu emprego no serviço social e dedicou-se inteiramente como Grande Secretário da Ordem DeMolay, isto era um sonho que se tornava realidade. Frank imediatamente mobilizou a Maçonaria e formou um Grande Conselho de líderes da Maçonaria. A Ordem DeMolay foi um grande impacto na mesma, pois este era o primeiro grande empreendimento surgido na Maçonaria em 200 anos. Nunca, até então, tinha se visto a fraternidade em um movimento juvenil, atuando tão próximo dos princípios maçônicos.
A Ordem cresceu tão fantasticamente, que a influência e o prestígio de Frank assumia novas dimensões. No ano que surgiu a Ordem DeMolay, Land recebeu KCCH do Rito Escocês, depois dos 35 anos foi condecorado com o Grau 33. Serviu como poderoso do Templo de Arat (1931) e como Poderoso do Imperial do Templo da América do Norte(1954). Recebeu, também, inúmera comendas maçônicas, inclusive a primeira Medalha Internacional de Ouro do Grande Capítulo Geral dos Reais Arquitetos Maçônicos (1951) e a Grande Cruz da Jurisdição Sul do Supremo Conselho do Grau 33 (1955).
Com a Ordem DeMolay tomando que todo o seu tempo absoluto, Frank ainda encontrava tempo para se dedicar aos afazeres de sua comunidade.Foi presidente da junta escolar de Kansas City, Diretor do Banco Nacional de Colômbia, Administrador da Biblioteca Hanrri S. Truman, etc. Com o passar da história DeMolay, generais, líderes cívicos, oficiais do governo, entre tantos outros, eram seu "filhos" e Frank era seu "pai" (Nos EUA, Frank é chamado de "Dad", pai).
Como homem, Frank S. Land era extremamente dedicado as pessoas. Era impecável tanto na aparência quanto no comportamento. De porte médio, sua aparência e carisma irradiava amizade a quem o cercava. A Ordem DeMolay se completava com Frank S. Land. Em 8 de novembro de 1959, Frank largou a ferramenta de trabalho deste mundo. Um grande homem e único.
Ele deu ao mundo uma fonte palpável, na Ordem DeMolay, de criar fraternidade entre os homens, durante os anos de formação. Que melhor tributo poderia testemunhar um Grande Homem do que o número incalculável de DeMolays que ainda praticam os princípios diários que aprenderam no altar de seu capítulo.